Exchange2010to2013

Exchange 2010 para 2013 – Parte 8

Introdução

Na parte 7 da série de atualização para o Exchange 2013, explicamos como mover a conta Arbitration do Exchange 2010 para o 2013. Na parte 8 vamos mostrar como configurar o Outlook Anywhere para possibilitar a coexistência entre as versões.

Outlook Anywhere

Atualizado 31/01/15

Com relação ao Outlook Anywhere, se você o usa hoje no Exchange 2010 e deseja configurar o proxy do Exchange 2013 para o seu antigo servidor, você precisará realizar a configuração indicada abaixo.

Caso você não use o OA hoje no Exchange 2010, ou tem alguma restrição de segurança do uso do OA, você não precisará configurar essa etapa pois não irá realizar o proxy.

Meu colega PFE Deivid Foggi explica em um artigo essa configuração, pois é comum pensar que somos obrigados a habilitar o Anywhere no Exchange 2010 mesmo quando não o estamos usando hoje.

http://blogs.technet.com/b/deividfoggi/archive/2015/01/30/the-misconception-about-outlook-anywhere-in-2010-gt-2013-migrations.aspx

Uma outra fonte de informações muito importante que gosto de citar é o artigo do Exchange Blog Team a respeito da conectividade dos clientes em uma migração para o Exchange 2013, segue abaixo.

http://blogs.technet.com/b/exchange/archive/2014/03/12/client-connectivity-in-an-exchange-2013-coexistence-environment.aspx

Temos duas opções possíveis para configurar o Outlook Anywhere.

  1. Eu não possuo Outlook Anywhere habilitado no Exchange 2010 e pretendo habilitá-lo agora.
  2. Já possuo Outlook Anywhere habilitado. Nesse caso temos que configurá-lo para a coexistência.

Abaixo mostro como habilitar e configurar o Outlook Anywhere para proxy e coexistência.

No Exchange 2010 temos que garantir as seguintes configurações:

-> Configurar a external URL para o Exchange 2013 (mail)
-> Client authentication – configurar para Basic
-> IIS authentication – configurar para NTLM e Basic

Como configurar:

  1. Vamos gravar o nome externo do Exchange 2013 CAS em uma variável
    $Exchange2013HostName = "autodiscover.msitpro.com.br"
  2. No meu lab ainda não configurei o Outlook Anywhere, mas na maioria dos deployments você já deve encontrar o OA habilitado. Em todo caso para Habilitar e Configurar de uma só vez execute:

    Get-ExchangeServer | Where {($_.AdminDisplayVersion -Like "Version 14*") -And ($_.ServerRole -Like "*ClientAccess*")} | Get-ClientAccessServer | Where {$_.OutlookAnywhereEnabled -Eq $False} | Enable-OutlookAnywhere -ClientAuthenticationMethod Basic -SSLOffloading $False -ExternalHostName $Exchange2013HostName -IISAuthenticationMethods NTLM, Basic

    image

  3. Para quem já está com o OA habilitado, executar:

    Get-ExchangeServer | Where {($_.AdminDisplayVersion -Like "Version 14*") -And ($_.ServerRole -Like "*ClientAccess*")} | Get-ClientAccessServer | Where {$_.OutlookAnywhereEnabled -Eq $True} | ForEach {Set-OutlookAnywhere "$_\RPC (Default Web Site)" -ClientAuthenticationMethod Basic -SSLOffloading $False -ExternalHostName $Exchange2013HostName -IISAuthenticationMethods NTLM, Basic}

  4. Para verificar a configuração execute:

    Get-ExchangeServer | Where {($_.AdminDisplayVersion -Like "Version 14*") -And ($_.ServerRole -Like "*ClientAccess*")} | Get-OutlookAnywhere | Format-Table Server, ClientAuthenticationMethod, IISAuthenticationMethods, SSLOffloading, ExternalHostname –Auto

    image

Conclusão

Nesse artigo mostramos como configurar o Outlook Anywhere para proxy e coexistência entre o Exchange 2010 e 2013.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 7

Introdução

Na parte 6 vimos como configurar o certificado digital no Exchange 2013. Usamos o mesmo nome e certificado no Exchange 2010 e importamos no Exchange 2013. Nesse artigo, vamos ver como mover a conta de Arbitration.

Arbitration Mailbox

A Arbitration Mailbox é a caixa de sistema do Exchange 2010. Temos que mover essa caixa para o Exchange 2013 em um cenário de coexistência e transição, caso contrário poderemos ter os seguintes problemas:

-> Exchange 2013 tasks aren’t saved to the administrator audit log. When you run the Search-AdminAuditLog cmdlet or try to export the administrator audit log in the EAC, you’ll receive an error that says you can’t create an administrator audit log search because the system mailbox, SystemMailbox{e0dc1c29-89c3-4034-b678-e6c29d823ed9}, is located on a server that isn’t running Exchange 2013. A Microsoft Exchange error with an Event ID of 5000 is also logged in the Windows Application log each time a command is run.

-> You can’t run eDiscovery searches using the EAC or the Shell in Exchange 2013. Mailbox searches can be created and queued, but they can’t be started. An error with an Event ID of 6 is logged in the MsExchange Management log, stating that the Start-MailboxSearch cmdlet failed. However, you can search mailboxes using the Shell and the Exchange Control Panel (ECP) in Exchange 2010.

ref: https://technet.microsoft.com/en-us/library/dn249849%28v=exchg.150%29.aspx

Movendo a Arbitration Mailbox

  1. Verifique se você tem permissão para mover essa conta
  2. Execute o comando
    Get-Mailbox -Arbitration -Identity “SystemMailbox{e0dc1c29-89c3-4034-b678-e6c29d823ed9}” | New-MoveRequest -TargetDatabase <name of Exchange 2013 database>
  3. Verifique com o comanddo
    Get-Mailbox -Arbitration -Identity “SystemMailbox{e0dc1c29-89c3-4034-b678-e6c29d823ed9}” | FL Database,ServerName,AdminDisplayVersion

image

Conclusão

Nesse artigo mostramos como mover a mailbox Arbitration do Exchange 2010 para o 2013. Isso é parte do processo de migração e coexistência entre o Exchange 2010 e o 2013.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 6

Na parte 5 dessa série mostramos como configurar os diretórios virtuais. Nesse artigo vamos mostrar a configuração do certificado digital no Exchange 2013.

Exportando o certificado no Exchange 2010

No nosso caso já temos o certificado digital público instalado no Exchange 2010, então vamos ter que exportá-lo nesse servidor para depois importá-lo no Exchange 2013 já que vamos reutilizá-lo.

Nesse momento, você pode também adquirir um novo ou renovar seu certificado existente. Abaixo mostro os passos para reutilizar o mesmo certificado. Para exportar, execute.

  1. Abra o MMC do Exchange
  2. Vá até Server Configuration e selecione o servidor e o certificado

    image

  3. Clique no painel direito em Export Certificate
    image
  4. Vamos escolher o local e a inserir a senha do certificado, em seguida clicar em export
    image
    image
  5. Vamos aguardar o processo, o resultado deve ser como a seguir. Em seguida clique em Finish.
    image
  6. Verifique o certificado exportado no caminho que você escolheu
    image

Esse mesmo processo acima pode ser feito via Shell.

Primeiro você deve saber qual o thumbprint do certificado que você quer exportar, para isso rode:

Get-ExchangeCertificate

image

Em seguida execute:

Export-ExchangeCertificate -Thumbprint xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx -BinaryEncoded:$true -Path c:\temp\Exchange_Certificate.pfx -Password:(Get-Credential).password

Referência: https://technet.microsoft.com/en-us/library/dd351274%28v=exchg.141%29.aspx

Importanto o certificado no Exchange 2013

Agora que temos o certificado exportado, vamos importar no Exchange 2013.

  1. Abra o Exchange Admin Center, navegue até Servers
  2. Clique em Certificates
  3. Selecione o servidor Exchange 2013
     image
  4. Clique em “…” e em seguida Import Exchange Certificate
    image
  5. Insira o caminho de rede de onde exportou o certificado no Exchange 2010 e insira a senha, em seguida clique em Next
    image
  6. Selecione o servidor Exchange 2013 que deseja inserir esse certificado e clique em finish
    image 
  7. Em seguida temos que atribuir os serviços para este certificado, para isso clique em Edit
    image
  8. No meu caso, vou usar esse certificado público para SMTP e IIS e clicar em Save
    image 

Agora vamos reiniciar o IIS e rodar o comando Get-ExchangeCertificate para visualizar o certificado importado.

image

Para importar o certificado via Shell execute:

Import-ExchangeCertificate -FileData ([Byte[]]$(Get-Content -Path c:\temp\Exchange_Certificate.pfx -Encoding byte -ReadCount 0)) -Password:(Get-Credential).password

Referência: https://technet.microsoft.com/en-us/library/bb124424%28v=exchg.150%29.aspx

Ao abrir nosso browser podemos visualizar o certificado importado no Exchange 2013.

image

Podemos visualizar no Exchange 2013 o certificado com o status de válido.

image 

Podemos verificar os serviços que estão atribuídos à esse certificado no painel direito.

 image

Conclusão

Mostramos nesse artigo como reutilizar o seu certificado usado atualmente no seu ambiente Exchange 2010, como exportar e importar o mesmo certificado para usá-lo no Exchange 2013.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 5

Introdução

Na parte 4 mostramos a instalação do Exchange 2013. Nesse artigo vamos mostrar os próximos passos para a coexistência e atualização do ambiente.

Ambiente em coexistência

Após a instalação do Exchange 2013 no ambiente 2010, já estamos trabalhando em um cenário chamado de coexistência. Com a conta criada na parte 4 da série, podemos usar para administrar e alterar as opções desejadas no Exchange 2013.

Diferente do Exchange 2010, a administração do Exchange 2013 é feita através do browser, usando o Exchange Admin Center (EAC). Para gerenciar contas de usuários, inclusive do seu ambiente 2010, deve usar essa console.

Configurando os diretórios virtuais

O próximo passo agora é configurar os diretórios virtuais do IIS. Um ponto muito importante nesse tipo de transição, quando você parte da versão 2010 do Exchange, é que não precisa de um nome Legacy, como nas versões anteriores. Se você partir do Exchange 2007 ainda irá precisar, mas essa novidade partindo do 2010 torna muito mais simples a transição.

Muito importante checar esse artigo do Blog Technet, relacionado às URLs:

Ambiguous URLs and their effect on Exchange 2010 to Exchange 2013 Migrations

Nesse caso vamos utilizar as mesmas URLs que estão operando hoje no ambiente produtivo, pois vamos manter o nome e o mesmo certificado.

Vamos olhar hoje o ambiente do lab como está configurado no Exchange 2010, através do EAC do Exchange 2013.

image

Vamos verificar primeiro o diretório OWA. Veja que configurei o endereço https://autodiscover.msitpro.com.br/owa, este será nosso endereço de acesso ao OWA, que é também o nosso endereço de autodiscover. Usei esse nome para utilizar um certificado digital válido gratuito (https://www.startssl.com/) Winking smile

image

Agora vamos acessar o diretório virtual de um dos servidores Exchange 2013, conforme imagem abaixo.

image

Veja que o padrão da instalação é preencher a URL interna com o nome do servidor, e a URL externa vazia.

O que desejamos nessa fase é utilizar o mesmo valor para ambas as versões, pois iremos logo em seguida, alterar todo o fluxo de e-mails e de acesso das URLs para o Exchange 2013, que irá fazer o proxy da requisição para o Exchange 2010 caso a caixa do usuário ainda não tenha sido migrada. O Exchange determina qual versão de servidor está hospedada essa mailbox e faz o proxy.

Eu posso simplesmente copiar os valores atuais e colar para o novo servidor, conforme imagem abaixo:

image

E também posso configurar via linha de comando. Executando o comando abaixo, tenho como resultado os valores para URL do diretório OWA desse servidor.

Get-OWAVirtualDirectory -Identity "owa (Default Web Site)"  | fl name,*url*

image

Vamos agora rodar o comando para configurar esse diretório.

Set-OWAVirtualDirectory -Identity "owa (Default Web Site)" -InternalUrl "https://autodiscover.msitpro.com.br/owa" -ExternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/owa

image

Veja que ele já te alerta, que se você alterar a URL do OWA, deverá alterar também o diretório ECP.

image

Vamos verificar novamente com o seguinte comando.

Get-OWAVirtualDirectory -Identity "owa (Default Web Site)"  | fl name,InternalURL,ExternalURL

image

Vamos verificar visualmente se essa alteração surtiu efeito.

image

Vamos ter que configurar os demais diretórios, para isso segue um artigo Technet de referência.

http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh529912(v=exchg.150).aspx

OutlookAnywhere

Alguns passos adicionais de coexistência do Outlook Anywhere serão mostrados em um artigo posterior.

Veja que o Outlook Anywhere fica nas propriedades de servidor.

image

Vamos acessar as propriedades do servidor LAB2-MX20131.

image

Vamos agora rodar o comando para troca da URL.

Get-OutlookAnywhere | Set-OutlookAnywhere -InternalHostname "autodiscover.msitpro.com.br" -InternalClientAuthenticationMethod Ntlm -InternalClientsRequireSsl $true -ExternalHostname "autodiscover.msitpro.com.br" -ExternalClientAuthenticationMethod Basic -ExternalClientsRequireSsl $true -IISAuthenticationMethods Negotiate,NTLM,Basic

Verifique novamente via EAC.

image

ActiveSyncVirtualDirectory

Set-ActiveSyncVirtualDirectory –Identity “lab2-mx20131\Microsoft-Server-ActiveSync (Default Web Site)" -ExternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/Microsoft-Server-ActiveSync -InternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/Microsoft-Server-ActiveSync

WebServicesVirtualDirectory

Set-WebServicesVirtualDirectory –Identity “lab2-mx20131\EWS (Default Web Site)" -ExternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/EWS/Exchange.asmx –InternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/EWS/Exchange.asmx

OABVirtualDirectory

Set-OABVirtualDirectory –Identity “lab2-mx20131\OAB (Default Web Site)" -ExternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/OAB –InternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/OAB

ECPVirtualDirectory

Set-EcpVirtualDirectory "lab1-mx20131\ECP (Default Web Site)" -ExternalUrl https://autodiscover.msitpro.com.br/OAB -InternalURL https://autodiscover.msitpro.com.br/OAB

ClientAccessServer

Set-ClientAccessServer -Identity lab2-mx20131 -AutoDiscoverServiceInternalURI https://autodiscover.msitpro.com.br/AutoDiscover/AutoDiscover.xml

Essa última opção você não consegue visualizar nos diretórios virtuais, pois se trata da URL interna do serviço de desoberta automática para os clientes internos.

Por padrão os clientes internos buscam primeiro pelo registro SCP no Active Directory, então configuramos aqui o nome que responde por todos os nossos servidores CAS, ou Multi Role, ao invés de somente o nome do servidor. Caso você possua um HLB, deve colocar o nome que corresponde aos seus servidores Exchange 2013 balanceados.

Veja abaixo o processo de descoberta para os clientes Outlook internos.

http://technet.microsoft.com/pt-br/library/bb125157(v=exchg.150).aspx

Agora que você já conhece todo o processo de configuração dos diretórios virtuais, fica a dica de como automatizar todo o processo via Script. A referência é do blog do MVP Paul Cunningham.

http://exchangeserverpro.com/exchange-server-2010-2013-migration-configuring-client-access-servers/

Primeiro você deve liberar a execução de scripts powershell, depois importar o módulo do Exchange para o powershell. Já mostrei como faz isso nesse artigo.

image

Após salvar o conteúdo do script como: ConfigureURLs.ps1, vamos executar no powershell.

ConfigureURLs.ps1 -Server lab2-mx20132 -InternalURL autodiscover.msitpro.com.br -ExternalURL autodiscover.msitpro.com.br

image

Vamos verificar o resultado para o servidor 2.

image

Caso você utilize o POP e/ou IMAP, deve também configurar essas URLs. Para maiores informações sobre POP e IMAP, acesse: http://technet.microsoft.com/pt-br/library/jj657728(v=exchg.150).aspx

Referências:

http://technet.microsoft.com/pt-br/library/bb125157(v=exchg.150).aspx

http://technet.microsoft.com/pt-br/library/jj898583(v=exchg.150).aspx

http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh529912(v=exchg.150).aspx

Conclusão

Nesse artigo você viu como configurar os diretórios virtuais no Exchange 2013. No próximo artigo vamos passar para a configuração de certificado digital.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 4

Introdução

Na parte 3 vimos como como preparar os servidores com os pré-requisitos do Exchange 2013, passamos alguns links sobre os requerimentos de sistema e mostramos quais features são necessárias para a instalação do produto. Nessa parte vamos demonstrar a instalação do Exchange em si, que é bem simples.

UPDATE!!!

Uma observação importante antes da instalação de um novo Exchange 2013 em uma organização que possui Exchange 2010. Depois de instalado o Exchange 2013, os clientes Outlook podem receber um aviso conforme imagem abaixo:

image

O que acontece é que ao instalar o Exchange 2013, um novo registro SCP é criado no Active Directory e por padrão usa o nome do servidor Exchange 2013. Nesse momento os clientes se conectaram no Autodiscover interno através do Web Services do novo Exchange 2013 instalado.

O que eu costumo fazer nesses casos é: Após a instalação do Exchange 2013, configurar o mesmo valor de autodiscoverServiceInternalURI usado pelo Exchange 2010, que está apontando hoje para o 2010, por exemplo:

Hoje temos:

image

O nome “autodiscover” é um registro no DNS que aponta hoje para o Exchange 2010. O que iremos fazer é configurar o Exchange 2013 para usar esse mesmo registro e forçar os clientes a se conectarem no Exchange 2010.

Para isso execute imediatamente após a instalação do Exchange 2013:

Set-ClientAccessServer –Identity Exch2013 –AutoDiscoverServiceInternalUri https://autodiscover.msitpro.com.br/Autodiscover/Autodiscover.xml

image

Com isso garantimos que os clientes Outlook continuem conectados via DNS no Exchange 2010.

Configure o Offline Address Book

Antes da instalação do Exchange 2013 você deve assegurar que um Default Offline Address Book está configurado para as Databases no Exchange 2010. Caso contrário, ao instalar o Exchange 2013, qualquer mailbox que não contenha um default OAB atribuído irá automaticamente realizar o download da nova OAB gerada pelo Exchange 2013. Imagine isso se você tem milhares de mailboxes, não seria uma carga interessante você ter na sua rede! :)

Rodar no Exchange 2010:

Get-MailboxDatabase | Format-Table Name, Server, OfflineAddressBook –Auto

No meu caso, deixei sem nenhuma para mostrar aqui como configurar:

image

Para configurar em uma database em particular, execute:

Set-MailboxDatabase DB01 -OfflineAddressBook “Default Offline Address Book”

image

Para rodar em massa, execute:

Get-MailboxDatabase | Set-MailboxDatabase -OfflineAddressBook “Default Offline Address Book”

Note que ele não modificou a DB01, pois eu já tinha executado no exemplo anterior.

image

Você também pode filtrar por database onde o valor do OAB é igual a nulo.

Get-MailboxDatabase | Where {$_.OfflineAddressBook -eq $null} | Set-MailboxDatabase -OfflineAddressBook “\Default Offline Address Book”

Instalação do Exchange 2013

Já mostramos a instalação do Exchange nesse artigo, mas vamos colar abaixo para juntar os artigos na série.

Abaixo as telas com a instalação do Exchange 2013.

clip_image002[4]

clip_image004

clip_image006

clip_image008

clip_image010

Abaixo, selecionamos as 2 roles Mailbox + CAS para este lab.

clip_image012

A única diferença no Setup para o Service Pack 1, é que agora ele te da a opção de usar a função de Edge Server, conforme tela abaixo:

image

clip_image014

clip_image016

clip_image018

Ao final podemos abrir o endereço do servidor no browser e verificar a tela do Exchange Admin Center.

clip_image020

Nesse momento recomenda-se criar uma conta de administrador no Exchange 2013 para simplificar a administração.

Vamos acessar o Admin Center com a URL do ECP, para isso vamos entrar com o nome do server e o seguinte endereço no browser:

https://lab2-mx20131/ecp/?ExchClientVer=15

Vamos logar com a conta usada para instalar o Exchange:

img170 Jun. 08

Vamos até Recipients, Mailboxes e clicar no sinal de “+” e criar uma nova conta, no meu caso criei a conta admin2013:

image

Vamos atribuir direitos à essa conta para administrar toda a organização Exchange, ou seja, vamos incluí-la no grupo “Organization Management”.

Vamos clicar em Permissions no lado esquerdo da tela e abrir o grupo “Organization Management”:

image

Em members, vamos clicar no sinal de “+” e adicionar a conta “admin 2013” e clicar em save.

image

 

Conclusão

Mostramos nesse artigo como instalar o Exchange Server 2013.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 2

Introdução

Na parte 1 vimos algumas questões da atualização para o Exchange 2013. Nessa segunda parte vamos dar continuidade mostrando o Exchange Deployment Assistant.

Exchange Deployment Assistant

O Exchange Deployment Assistant é uma ferramenta web que apresenta algumas questões que você vai respondendo de acordo com o seu ambiente e no final ele te apresenta um checklist passo a passo muito útil para te guiar na instalação, atualização ou migração para o Exchange 2013.

O site é:

Vamos simular aqui a atualização do meu lab de Exchange 2010 para 2013.

Vamos clicar em Launch…

ScreenHunter_88 May. 20 08.36

Vamos selecionar On-Premisses, mas veja que interessante, você pode escolher um cenário híbrido ou somente Cloud.

ScreenHunter_89 May. 20 08.37

Vamos selecionar Exchange 2013.

ScreenHunter_90 May. 20 08.37

Aqui vamos escolher “Upgrade from Exchange 2010”, para simular uma transição.

ScreenHunter_91 May. 20 08.37

Vamos escolher “Same server”, pois vamos instalar as funções de Mailbox e Client Access no mesmo servidor Exchange 2013.

ScreenHunter_92 May. 20 08.37

Não vamos usar Disjoint Namespace (para saber mais clique aqui).

ScreenHunter_93 May. 20 08.37

Veja que o assistente já está atualizado para o Exchange 2013 SP1 pois ele te permite escolher usar Edge no 2013, não vamos usar nesse caso.

ScreenHunter_94 May. 20 08.37

No final ele te apresenta um checklist muito útil, que vamos utilizar como guia para os próximos artigos dessa série.

ScreenHunter_95 May. 20 08.42

Note que no painel a sua esquerda ele te mostra a ordem das tarefas que você terá que executar, nos próximos artigos vamos abordar esses tópicos a seguir:

  • Preparando a organização
  • Instalação do Exchange 2013
  • Configurando as URLs internas e externas
  • Movendo a conta “Arbitration”
  • Habilitando Outlook Anywhere
  • Configurando Service Connection Point
  • Configurando DNS
  • Tarefas pós instalação
  • Remoção do Exchange 2010

    Se você ainda quiser, pode salvar o que configurou Deploy Assistant para PDF. Basta clicar no botão Print Checklist no canto superior direito.

Conclusão

Mostramos nesse artigo como utilizar uma ferramenta web importante para implementações e transições do Exchange Server.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 1

Introdução

Pretendo abordar por partes não tão longas e práticas como realizar a transição do seu ambiente Exchange 2010 para o 2013.

Esse guia é baseado em um laboratório, então não vá usá-lo na sua empresa em um ambiente em produção, ok? Para informações completas a respeito da atualização consulte a documentação do Technet/Microsoft. O que vai estar contido aqui são somente dicas de campo dos projetos que tenho realizado, ok?

Vamos iniciar com os links de referência que tem me ajudado nas implementações e transições para o Exchange 2013.

Não se esqueça, em primeiro lugar, o que você deve focar é planejamento!Tem uma série de links e materiais de referência bem imporantes para ler antes de qualquer prática e quero repassar aqui no blog. Para quem não sabe por onde começar, este pode ser o primeiro passo!

Porque atualizar?

Umas das primeiras questões que os clientes perguntam é: Porquê atualizar?! Bom, para isso posso listar uma série de links interessantes que você pode entender o porque da necessidade de atualização do seu ambiente. Deixo aqui também algumas dicas minhas!

Primeiro você precisa saber o que tem de novo no Exchange 2013 e também o que foi descontinuado, para isso ficam algumas referências:

Veja que foi lançado há pouco o Service Pack 1 do Exchange 2013, que traz uma série de mudanças que vocês devem ficar atentos, para isso alguns links de referência abaixo:

Você também deve pesquisar as razões de se atualizar, muitos clientes me perguntam: mas porque preciso fazer esse upgrade? Quais os benefícios? Como mostrar dentro da minha empresa os benefícios?

Para isso dê uma consultada nos links abaixo:

Um ponto muito importante é saber se suas ferramentas de terceiros atuais são compatíveis com o Exchange 2013, como:

  • Antivírus
  • Backup
  • Arquivamento
  • Monitoramento
  • etc etc etc

Por onde começar?

Ok, você já está decidido e vai atualizar seu Exchange. Além dos pontos acima é muito importante você avaliar seu ambiente atual.

  • Execute o BPA (Best Practices Analyze) no Exchange 2010, avalie os resultados
  • Atualize seus servidores (Windows Update)
  • Atualize o Exchange 2010 – Service Pack 3
  • Instale o Update Rollup mais recente – Update Rollup 5 For Exchange 2010 SP3 (KB2917508)
  • Verifique problemas atuais
  • Faça uma limpa no ambiente, não vá migrar lixo!
  • Veja o que precisa mudar, nascer diferente
  • Saiba o tamanho do seu ambiente, quantas mensagens envia e recebe por dia
  • Verifique o suporte dos seus clientes Outlooks e afins atuais:

Exchange 2013 and Exchange Online support the following minimum versions of Microsoft Outlook and Microsoft Entourage for Mac:

  • Outlook 2013 (15.0.4420.1017)
  • Outlook 2010 Service Pack 1 with the Outlook 2010 November 2012 update (14.0.6126.5000). For more information, see Description of the Outlook 2010 update: November 13, 2012.
  • Outlook 2007 Service Pack 3 with the Outlook 2007 November 2012 update (12.0.6665.5000). For more information, see Description of the Outlook 2007 update: November 13, 2012.
  • Entourage 2008 for Mac, Web Services Edition
  • Outlook for Mac 2011

Para consultar toda a matrix de compatibilidade do Exchange, acesse o link abaixo:

No próximo post vou mostrar como usar o Exchange Server Deployment Assistant, um guia que uso em todas as implementações de Exchange, ferramenta importantíssima. Para acessar a página do Deployment Assistant segue link:

Conclusão

Vimos aqui como se preparar para iniciar a transição para o Exchange 2013 partindo do Exchange 2010. No próximo post vamos mostrar o Exchange Deployment Assistant.

Share

Post to Twitter