Exchange 2010 para 2013 – Parte 4

Introdução

Na parte 3 vimos como como preparar os servidores com os pré-requisitos do Exchange 2013, passamos alguns links sobre os requerimentos de sistema e mostramos quais features são necessárias para a instalação do produto. Nessa parte vamos demonstrar a instalação do Exchange em si, que é bem simples.

Instalação do Exchange 2013

Já mostramos a instalação do Exchange nesse artigo, mas vamos colar abaixo para juntar os artigos na série.

Abaixo as telas com a instalação do Exchange 2013.

clip_image002[4]

clip_image004

clip_image006

clip_image008

clip_image010

Abaixo, selecionamos as 2 roles Mailbox + CAS para este lab.

clip_image012

A única diferença no Setup para o Service Pack 1, é que agora ele te da a opção de usar a função de Edge Server, conforme tela abaixo:

image

clip_image014

clip_image016

clip_image018

Ao final podemos abrir o endereço do servidor no browser e verificar a tela do Exchange Admin Center.

clip_image020

Nesse momento recomenda-se criar uma conta de administrador no Exchange 2013 para simplificar a administração.

Vamos acessar o Admin Center com a URL do ECP, para isso vamos entrar com o nome do server e o seguinte endereço no browser:

https://lab2-mx20131/ecp/?ExchClientVer=15

Vamos logar com a conta usada para instalar o Exchange:

img170 Jun. 08

Vamos até Recipients, Mailboxes e clicar no sinal de “+” e criar uma nova conta, no meu caso criei a conta admin2013:

image

Vamos atribuir direitos à essa conta para administrar toda a organização Exchange, ou seja, vamos incluí-la no grupo “Organization Management”.

Vamos clicar em Permissions no lado esquerdo da tela e abrir o grupo “Organization Management”:

image

Em members, vamos clicar no sinal de “+” e adicionar a conta “admin 2013” e clicar em save.

image

 

Conclusão

Mostramos nesse artigo como instalar o Exchange Server 2013.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 3

Introdução

Na parte 2 vimos como usar a ferramenta Exchange Deploy Assistant. Nesse artigo veremos como preparar os servidores para a instalação do Exchange 2013 e como preparar o seu ambiente do AD.

Preparando os servidores

Já mostramos como preparar os servidores para receber a instalação do Exchange 2013, para verificar como preparar o Windows Server 2012 para o Exchange 2013 acesse nosso outro artigo no seguinte link:

    Nesse artigo você irá encontrar informações parar preparar o Windows Server 2012:

    Alguns links importantes:

    Features necessárias para instalação de um servidor CAS/Mailbox.

    Install-WindowsFeature AS-HTTP-Activation, Desktop-Experience, NET-Framework-45-Features, RPC-over-HTTP-proxy, RSAT-Clustering, RSAT-Clustering-CmdInterface, Web-Mgmt-Console, WAS-Process-Model, Web-Asp-Net45, Web-Basic-Auth, Web-Client-Auth, Web-Digest-Auth, Web-Dir-Browsing, Web-Dyn-Compression, Web-Http-Errors, Web-Http-Logging, Web-Http-Redirect, Web-Http-Tracing, Web-ISAPI-Ext, Web-ISAPI-Filter, Web-Lgcy-Mgmt-Console, Web-Metabase, Web-Mgmt-Console, Web-Mgmt-Service, Web-Net-Ext45, Web-Request-Monitor, Web-Server, Web-Stat-Compression, Web-Static-Content, Web-Windows-Auth, Web-WMI, Windows-Identity-Foundation

    Softwares necessários:

Após instalar as features acima, temos que instalar alguns softwares necessários, sendo:

  1. Microsoft Unified Communications Managed API 4.0, Core Runtime 64-bit
  2. Microsoft Office 2010 Filter Pack 64 bit
  3. Microsoft Office 2010 Filter Pack SP1 64 bit

Caso você queira preparar o Windows Server 2012 R2 para a instalação do Exchange 2013 SP1, você deve acessar o seguinte artigo em nosso site:

Para saber mais sobre as edições e versões do Exchange 2013, consulte o seguinte link:

  • http://technet.microsoft.com/pt-br/library/bb232170(v=exchg.150).aspx

  • No link abaixo temos os pré-requisitos que devemos instalar:

    1. Rodar o comando abaixo para preparar os componentes do Windows Server:

    Install-WindowsFeature AS-HTTP-Activation, Desktop-Experience, NET-Framework-45-Features, RPC-over-HTTP-proxy, RSAT-Clustering, RSAT-Clustering-CmdInterface, RSAT-Clustering-Mgmt, RSAT-Clustering-PowerShell, Web-Mgmt-Console, WAS-Process-Model, Web-Asp-Net45, Web-Basic-Auth, Web-Client-Auth, Web-Digest-Auth, Web-Dir-Browsing, Web-Dyn-Compression, Web-Http-Errors, Web-Http-Logging, Web-Http-Redirect, Web-Http-Tracing, Web-ISAPI-Ext, Web-ISAPI-Filter, Web-Lgcy-Mgmt-Console, Web-Metabase, Web-Mgmt-Console, Web-Mgmt-Service, Web-Net-Ext45, Web-Request-Monitor, Web-Server, Web-Stat-Compression, Web-Static-Content, Web-Windows-Auth, Web-WMI, Windows-Identity-Foundation

    2. Após rodar o comando acima, vamos ter que instalar o Unified Communications Managed API 4.0 Runtime.

 

Preparando o Active Directory

No mesmo artigo citado acima, você encontra os passos para preparar o AD, mas segue abaixo novamente:

Preparando o Active Directory

Antes de iniciar consulte o help onde constam os pré-Requisitos de floresta e domínio consulte:

Install-WindowsFeature RSAT-ADDS

Preparando o Schema

1. Vá até o diretório da mídia de instalação

2. Rodar:

Setup /PrepareSchema /IAcceptExchangeServerLicenseTerms

clip_image004

Preparando o AD

1. No mesmo diretório rodar

Setup /PrepareAD /OrganizationName: “msitpro2k12” /IAcceptExchangeServerLicenseTerms

OBS1: Usar o parâmetro OrganizationName se for a primeira organização.

OBS2: Rodando este comando não é necessário rodar o Setup /PrepareDomain, pois ele já faz a preparação do domínio atual.

clip_image005

Verificando

Uma das formas de validar a operação é verificar se a estrutura do AD foi modificada através do atributo msExchProductId.

Abaixo o passo a passo.

· Abrir o adsiedit.msc

· Selecionar Configuration

clip_image007

· Expandir Configuration, Services, Microsoft Exchange, Sua Organização

· Botão direito no nome da organização e procurar pelo atributo msExchProductId

clip_image009

· Valores:

o Exchange RTM: 15.00.516.032

o Exchange 2013 CU1: 15.00.620.029

· Neste lab estou usando a versão RTM

Referência:

Conclusão

Nesse artigo mostramos como preparar seus servidores Windows 2012 e 2012 R2 para receber a instalação do Exchange 2013 e 2013 SP1.

Share

Post to Twitter

Released: Exchange Server 2013 Cumulative Update 5

Algumas novidades relacionadas ao Exchange Server:

Released: Exchange Server 2013 Cumulative Update 5
http://blogs.technet.com/b/exchange/archive/2014/05/27/released-exchange-server-2013-cumulative-update-5.aspx

Released: Update Rollup 6 for Exchange 2010 Service Pack 3
http://blogs.technet.com/b/exchange/archive/2014/05/27/released-update-rollup-6-for-exchange-2010-service-pack-3.aspx

OAB Improvements in Exchange 2013 Cumulative Update 5
http://blogs.technet.com/b/exchange/archive/2014/05/13/oab-improvements-in-exchange-2013-cumulative-update-5.aspx

Para uma lista de problemas corrigidos no CU5 do Exchange 2013, consulte:

Cumulative Update 5 for Exchange Server 2013
http://support.microsoft.com/kb/2936880

Abs.

Share

Post to Twitter

Exchange Videos – TechEd North America 2014

Pessoal, saíram os vídeos do TechEd North America 2014. Fiz um filtro e coloquei um link na página sobre Exchange 2013 do Blog:

    Para acessar o link com o filtro já feito para somente vídeos de Exchange clique aqui.

Deem uma olhada, vale a pena, o conteúdo está muito bom!

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 2

Introdução

Na parte 1 vimos algumas questões da atualização para o Exchange 2013. Nessa segunda parte vamos dar continuidade mostrando o Exchange Deployment Assistant.

Exchange Deployment Assistant

O Exchange Deployment Assistant é uma ferramenta web que apresenta algumas questões que você vai respondendo de acordo com o seu ambiente e no final ele te apresenta um checklist passo a passo muito útil para te guiar na instalação, atualização ou migração para o Exchange 2013.

O site é:

Vamos simular aqui a atualização do meu lab de Exchange 2010 para 2013.

Vamos clicar em Launch…

ScreenHunter_88 May. 20 08.36

Vamos selecionar On-Premisses, mas veja que interessante, você pode escolher um cenário híbrido ou somente Cloud.

ScreenHunter_89 May. 20 08.37

Vamos selecionar Exchange 2013.

ScreenHunter_90 May. 20 08.37

Aqui vamos escolher “Upgrade from Exchange 2010”, para simular uma transição.

ScreenHunter_91 May. 20 08.37

Vamos escolher “Same server”, pois vamos instalar as funções de Mailbox e Client Access no mesmo servidor Exchange 2013.

ScreenHunter_92 May. 20 08.37

Não vamos usar Disjoint Namespace (para saber mais clique aqui).

ScreenHunter_93 May. 20 08.37

Veja que o assistente já está atualizado para o Exchange 2013 SP1 pois ele te permite escolher usar Edge no 2013, não vamos usar nesse caso.

ScreenHunter_94 May. 20 08.37

No final ele te apresenta um checklist muito útil, que vamos utilizar como guia para os próximos artigos dessa série.

ScreenHunter_95 May. 20 08.42

Note que no painel a sua esquerda ele te mostra a ordem das tarefas que você terá que executar, nos próximos artigos vamos abordar esses tópicos a seguir:

  • Preparando a organização
  • Instalação do Exchange 2013
  • Configurando as URLs internas e externas
  • Movendo a conta “Arbitration”
  • Habilitando Outlook Anywhere
  • Configurando Service Connection Point
  • Configurando DNS
  • Tarefas pós instalação
  • Remoção do Exchange 2010

    Se você ainda quiser, pode salvar o que configurou Deploy Assistant para PDF. Basta clicar no botão Print Checklist no canto superior direito.

Conclusão

Mostramos nesse artigo como utilizar uma ferramenta web importante para implementações e transições do Exchange Server.

Share

Post to Twitter

Exchange 2010 para 2013 – Parte 1

Introdução

Pretendo abordar por partes não tão longas e práticas como realizar a transição do seu ambiente Exchange 2010 para o 2013.

Esse guia é baseado em um laboratório, então não vá usá-lo para na sua empresa em um ambiente em produção, ok? Para informações completas a respeito da atualização consulte a documentação do Technet/Microsoft. O que vai estar contido aqui são somente dicas de campo dos projetos que tenho realizado, ok?

Vamos iniciar com os links de referência que tem me ajudado nas implementações e transições para o Exchange 2013.

Não se esqueça, em primeiro lugar, o que você deve focar é planejamento!Tem uma série de links e materiais de referência bem imporantes para ler antes de qualquer prática e quero repassar aqui no blog. Para quem não sabe por onde começar, este pode ser o primeiro passo!

Porque atualizar?

Umas das primeiras questões que os clientes perguntam é: Porquê atualizar?! Bom, para isso posso listar uma série de links interessantes que você pode entender o porque da necessidade de atualização do seu ambiente. Deixo aqui também algumas dicas minhas!

Primeiro você precisa saber o que tem de novo no Exchange 2013 e também o que foi descontinuado, para isso ficam algumas referências:

Veja que foi lançado há pouco o Service Pack 1 do Exchange 2013, que traz uma série de mudanças que vocês devem ficar atentos, para isso alguns links de referência abaixo:

Você também deve pesquisar as razões de se atualizar, muitos clientes me perguntam: mas porque preciso fazer esse upgrade? Quais os benefícios? Como mostrar dentro da minha empresa os benefícios?

Para isso dê uma consultada nos links abaixo:

Um ponto muito importante é saber se suas ferramentas de terceiros atuais são compatíveis com o Exchange 2013, como:

  • Antivírus
  • Backup
  • Arquivamento
  • Monitoramento
  • etc etc etc

Por onde começar?

Ok, você já está decidido e vai atualizar seu Exchange. Além dos pontos acima é muito importante você avaliar seu ambiente atual.

  • Execute o BPA (Best Practices Analyze) no Exchange 2010, avalie os resultados
  • Atualize seus servidores (Windows Update)
  • Atualize o Exchange 2010 – Service Pack 3
  • Instale o Update Rollup mais recente – Update Rollup 5 For Exchange 2010 SP3 (KB2917508)
  • Verifique problemas atuais
  • Faça uma limpa no ambiente, não vá migrar lixo!
  • Veja o que precisa mudar, nascer diferente
  • Saiba o tamanho do seu ambiente, quantas mensagens envia e recebe por dia
  • Verifique o suporte dos seus clientes Outlooks e afins atuais:

Exchange 2013 and Exchange Online support the following minimum versions of Microsoft Outlook and Microsoft Entourage for Mac:

  • Outlook 2013 (15.0.4420.1017)
  • Outlook 2010 Service Pack 1 with the Outlook 2010 November 2012 update (14.0.6126.5000). For more information, see Description of the Outlook 2010 update: November 13, 2012.
  • Outlook 2007 Service Pack 3 with the Outlook 2007 November 2012 update (12.0.6665.5000). For more information, see Description of the Outlook 2007 update: November 13, 2012.
  • Entourage 2008 for Mac, Web Services Edition
  • Outlook for Mac 2011

Para consultar toda a matrix de compatibilidade do Exchange, acesse o link abaixo:

No próximo post vou mostrar como usar o Exchange Server Deployment Assistant, um guia que uso em todas as implementações de Exchange, ferramenta importantíssima. Para acessar a página do Deployment Assistant segue link:

Conclusão

Vimos aqui como se preparar para iniciar a transição para o Exchange 2013 partindo do Exchange 2010. No próximo post vamos mostrar o Exchange Deployment Assistant.

Share

Post to Twitter

Exchange 2013 Platform Options

Pessoal, recebi esse link e achei interessante repassar:

”For BDMs and architects, this model describes the available platform options for Exchange 2013. Customers can choose from Exchange Online with Office 365, Hybrid Exchange, Exchange Server on-premises and Hosted Exchange. The poster includes details of each architectural option, including the most ideal scenarios for each, the license requirements and IT Pro responsibilities.”

 

Abs.

Share

Post to Twitter

Exchange 2013 SP1 – DAG without a cluster administrative access point

Introdução

No Exchange Server 2013 SP1 a Microsoft mudou um pouco o recurso do DAG para o que ela chamou de DAG without a cluster administrative access point. O nome soa estranho, mas vamos explicar nesse artigo quais foram as principais mudanças e como criar um DAG.

O que mudou?

 

Em resumo o que aconteceu no SP1 com o DAG rodando sob Windows Server 2012 R2?

  • Você não precisa mais de um IP para o DAG
  • Não precisa de um nome de cluster para o DAG
  • Não precisa de um CNO (cluster name object)
  • Não precisa de entrada no DNS
    Você vai encontrar alguns sites e blogs se referindo também como “DAG sem IP”.

    Na prática, a Microsoft simplificou muito a forma de criar o DAG. Você não precisa mais se preocupar com os pontos citados acima, nem depender de outras áreas de infraestrutura dua sua empresa para criar o DAG.

    Abaixo cito alguns blogs e sites de referência que você pode ler para saber mais a respeito:

Ok, mas e se eu não quiser usar ainda esse tipo de DAG pois meu software de backup não suporta, ou alguma coisa do gênero?

Simplesmente use o modelo tradicional que você já conhece, ele vai funcionar. Mas se futuramente você quiser usar o novo modelo você não pode simplesmente fazer a transição, você terá que criar um novo DAG.

O que eu preciso?

 

Ok, eu quero criar isso aí, mas o que eu preciso? Smile

  • Windows Server 2012 R2 (Stdandard ou DataCenter)
  • Exchange 2013 Service Pack 1

 

Como implementar

    Abaixo vou mostrar o processo de criação do DAG.

     
    Pré-Requisito de rede

     

    Abaixo vamos configurar os requisitos de adptadores de rede.

    A configuração recomendada pode ser encontrada no seguinte link:

    Nesse link você encontra os detalhes tanto da rede MAPI do cliente quanto da rede de replicação.

    MAPI

    image

    Replication

    image

     

    Configurações da rede de replicação:

    ScreenHunter_22 May. 14 10.00ScreenHunter_17 May. 14 09.59ScreenHunter_18 May. 14 09.59ScreenHunter_19 May. 14 09.59

    DAG

    Abaixo as telas de configuração do DAG, primeiro via GUI (interface gráfica). Veja que como você não precisa configurar um IP para o DAG, você tem que configurar como: 255.255.255.255.

    ScreenHunter_28 May. 14 10.05

    Abaixo como criar a mesma DAG via shell.

    New-DatabaseAvailabilityGroup -Name DAG2013SP1 -DatabaseAvailabilityGroupIPAddresses ([System.Net.IPAddress]::None) -WitnessServer TIAGO-PC –WitnessDirectory "C:\FSW2013"

    ScreenHunter_31 May. 14 10.37

    Abaixo a DAG criada.

    ScreenHunter_32 May. 14 10.44

    Abaixo os detalhes do DAG criado.

    ScreenHunter_33 May. 14 10.45ScreenHunter_34 May. 14 10.45

    Abaixo como adicionar um membro via GUI.

    ScreenHunter_36 May. 14 10.45ScreenHunter_37 May. 14 10.45ScreenHunter_38 May. 14 10.45

    Abaixo o início da configuração.

    ScreenHunter_39 May. 14 10.46

    Na tela abaixo você pode conferir o próximo passo, ele checa se o servidor em questão está em um DAG já existente.

    ScreenHunter_40 May. 14 10.46

    No passo abaixo você pode ver o momento da instalação do componente de Failover Cluster.

    ScreenHunter_41 May. 14 10.46ScreenHunter_42 May. 14 10.48

    Abaixo o membro adicionado.

    ScreenHunter_43 May. 14 10.48

    Abaixo como adicionar um membro na DAG via shell.

    Add-DatabaseAvailabilityGroupServer identity DAG2013SP1 –MailboxServer Lab2-Mx20132

    ScreenHunter_48 May. 14 10.53ScreenHunter_49 May. 14 10.53ScreenHunter_50 May. 14 10.54

    Abaixo os dois membros configurados.

    ScreenHunter_53 May. 14 11.02

    Abaixo criei uma database de teste chamada STAFF01, ela está montada no servidor LAB2-MX20131.

    ScreenHunter_63 May. 14 20.50

    Agora vou adicionar uma cópia dessa database para o segundo nó Exchange que incluí no DAG anteriormente, o nome do segundo servidor é LAB2-MX20132.

    ScreenHunter_64 May. 14 20.50

    Vamos clicar em save.

    ScreenHunter_66 May. 14 20.50ScreenHunter_67 May. 14 20.50

    Pronto, a cópia foi adicionada.

    ScreenHunter_68 May. 14 20.50

    Podemos visualizar no Exchange Admin Center que há uma cópia ATIVA no servidor 1 e uma cópia PASSIVA no servidor 2.

    ScreenHunter_69 May. 14 20.54

    Verifique que ela está ativa no servidor LAB2-MX20131.

    ScreenHunter_70 May. 14 20.54

    Agora selecionaremos no painel direito, no segundo servidor, a opção de Activate. Isso fará que a base fique ativa no segundo nó e passiva no primeiro, estamos simulando o Failover dessa database.

    ScreenHunter_71 May. 14 20.54

    Abaixo um aviso perguntando se queremos ativar a base no servidor que contém a cópia, vamos cicar em Yes.

    ScreenHunter_72 May. 14 20.54

    Vamos aguardar o processo finalizar.

    ScreenHunter_73 May. 14 20.54

    Clique close.

    ScreenHunter_74 May. 14 20.54

    Pronto, a base foi ativada no segundo nó que estava com a cópia passiva até então.

    Abaixo um comando para checar o status da DAG. Note que a DB que estamos trabalhando está Healthy.

    ScreenHunter_80 May. 14 21.46

    Conclusão

    Nesse artigo você viu como configurar o recurso de DAG no Exchange 2013 SP1 rodando sob Windows Server 2012 R2.

    Share

    Post to Twitter

    Exchange 2013 SP1 – Pré-Requisitos de S.O

    Introdução

    O Service Pack 1 do Exchange 2013 te permite instalar o Exchange no Windows Server 2012 R2. Nesse artigo vamos ver como preparar o servidor Windows para receber a instalação do Exchange Server 2013 SP1.

    Pré-Requisitos

    Com o suporte ao Windows Server 2012 R2 ficou mais fácil preparar o sistema operacional para receber a instalação do Exchange. Antigamente tínhamos que instalar vários pré-requisitos, mas hoje é mais prático e rápido.

    Você pode instalar o Exchange 2013 SP1 no Windows Server 2012 R2 nas edições Standard ou Datacenter. Com relação ao Sistema Operacional do servidor basicamente não há diferença, os dois suportam alta disponibilidade do Exchange (DAG), só muda o licenciamento.

    Para saber mais sobre as edições e versões do Exchange 2013, consulte o seguinte link:

    Os dois também te dão suporte ao DAG, ok? Porém, na versão Standard você tem um limite de quantas databases você consegue montar por servidor, segue abaixo resumo:

    • Standard: 5 databases montadas por cada servidor (conta database ativa/passiva e public folder montada por servidor), para maiores informações veja o seguinte link.
    • Enterprise: Você pode montar até 100 bancos de dados na versão Enterprise (a partir do CU2).

    No link abaixo temos os pré-requisitos que devemos instalar:

    1. Rodar o comando abaixo para preparar os componentes do Windows Server:

    Install-WindowsFeature AS-HTTP-Activation, Desktop-Experience, NET-Framework-45-Features, RPC-over-HTTP-proxy, RSAT-Clustering, RSAT-Clustering-CmdInterface, RSAT-Clustering-Mgmt, RSAT-Clustering-PowerShell, Web-Mgmt-Console, WAS-Process-Model, Web-Asp-Net45, Web-Basic-Auth, Web-Client-Auth, Web-Digest-Auth, Web-Dir-Browsing, Web-Dyn-Compression, Web-Http-Errors, Web-Http-Logging, Web-Http-Redirect, Web-Http-Tracing, Web-ISAPI-Ext, Web-ISAPI-Filter, Web-Lgcy-Mgmt-Console, Web-Metabase, Web-Mgmt-Console, Web-Mgmt-Service, Web-Net-Ext45, Web-Request-Monitor, Web-Server, Web-Stat-Compression, Web-Static-Content, Web-Windows-Auth, Web-WMI, Windows-Identity-Foundation

    ScreenHunter_10 May. 09 20.17

    2. Após rodar o comando acima, vamos ter que instalar o Unified Communications Managed API 4.0 Runtime.

    Pronto! Você pode começar a instalar o Exchange Server 2013 SP1. Se quiser saber detalhes de como preparar o domínio e instalar o Exchange 2013 clique aqui.

    Conclusão

    Nesse artigo mostramos como preparar o servidor Windows Server 2012 R2 para receber a instalação do Exchange 2013.

    PS: edições feitas em 10/05 para simplificar o artigo.

    Share

    Post to Twitter

    Novo Layout 2014

    Pessoal, estou voltando a escrever, dessa vez espero que com mais frequencia ! Smile

    O novo layout para esse ano está no ar. Seguindo a onda OWA Exchange 2013 Winking smile

    Novos artigos sobre Exchange 2013 SP1 saindo do forno.

    Vem por aí:

    • Migrando Exchange 2010 para Exchange 2013 SP1
    • Windows Server 2012 R2 e Exchange 2013 SP1
    • Dag without a cluster administrator access point
    • Dicas de powershell para o dia a dia
    • Lync e Exchange 2013
    • E mais….

    Abs!
    Tiago

    Share

    Post to Twitter